quinta-feira, 25 de maio de 2017

Como mover uma app da memória para o cartão SD no Android 6.0 Marshmellow

Aprendi da pior forma que a dificuldade de mover apps para um cartão SD no Android 6.0 não se trata de dificuldade do sistema operacional ou marca do telefone, ou ainda uma atualização bichada. É um problema gramatical de uma péssima tradução.

Quando você coloca um cartão SD em seu telefone, você imagina que o pessoal da Google vai entender exatamente isto: eu quero mover um app de da memória interna para o cartão externo. Mas não é assim que eles compreendem.

É meio óbvio que ao colocar o cartão externo no telefone e se deparar com duas opções: formatar como memória interna ou como cartão externo, você, eu, ou qualquer um que entenda português vai marcar formatar como cartão externo. E fazendo isso, bloqueamos toda a possibilidade de transferir apps para ele ou instalar apps no cartão externo. Caraca!!!

Agindo desta forma, a imensa maioria dos usuários de Android 6.0, ainda mais nos telefones que tem apenas 4 GB de memória, rapidamente ficam com a memória cheia e não há o que fazer. Não há aplicativo que limpe, ou que abra espaço.

Aí, se você está nesta situação desesperadora, a sugestão é muito simples: compre um cartão de 32 ou até mesmo de 64 GB, sempre Classe 10, e autalmente com especificação UHC-I o que dá mais velocidade ainda. Já há cartões aí com UHC-3, mas são muito caros. Não coloque Classe 4 ou 6, pois são muito mais lentos que o índice numérico simples em relação aos Classe 10. É uma economia de 20 reais para ter dor de cabeça e não solução.

Ao religar o telefone, o Android vai reconhecer  cartão e te oferecer a possibilidade das duas formatações. Obivamente escolha FORMATAR COMO MEMÓRIA INTERNA. Fique de olho no que o telefone está fazendo e acompanhe. Antes de terminar o processo de formatação, o Android 6 vai informar a você quanto dos arquivos e apps, ele pode transferir para o cartão SD automaticamente.

URRA !!! Era isso que você queria !!! Deixe o bichinho fazer sozinho. No meu caso, um Motorolla de 4 GB estava apenas com 70 MB livres e logo de cara o Android já liberou mais 890 MB. Ufa… Alívio.

Depois dele fazer o automático dele, você deve entrar no gerrenciador de aplicativos e logo em cima estarão os que você enfiou lá para dentro, como Facebook, Whatsapp, Instagram, Uber, 99 Taxi, sei lá. Os que estiverm lá basta você manter o dedo um instante sobre eles e avai se abrir outra janela e logo no primeiro botão estará a opção para você enviar o app e todos os dados dele para o cartão SD. No final do processo. O telefone que usei e estava com meros 70 MB livres, passou a estar com 1,5 GB livres.

O próximo passo é enfiar o cartão antigo no computador e passar os arguivos que vc quiser para o novo cartão nas pastinhas certas, com o mesmo nome. E tudo vai funcionar.

O MELHOR DE TUDO

É que o Android 6 nem vai mais de dar opção de instalar um app na memória interna do telefone. Os novos apps vão direto para o cartão SD.

O PIOR DE TUDO

É que os dados, arquivos de fotos, vídeos, apps, dentro do que se considera memória interna e que agora é tudo, a memória física e o cartão, são criptografados e armazenados como num sistema Linux. Se você usar Linux vai conseguir ler o cartão no PC. Mas se usar WIndows ou MAC não vai conseguir e a conexão para trnasferir arquivos deverá ser feita conectando o telefone à USB do computador.

MAS PERA AÍ !!! COMO É QUE CONECTA AO PC COM ANDROID 6?

Ah, tem mais uma manha aí.

Ao ligar o cado USB entre o telefone e o PC na primeira vez com Android 6 você precisa puxar a aba de notificações em clicar em USB PARA CARREGAMENTO e irão aparece 4 opções com a primeira marcada (Carregamento Apenas), isto quer dizer que a USB vai apenas dar carga em sua bateria, o que pode ser muito útil ao conectar seu telefone com computadores alheios pois eles não poderão roubar suas fotos e dados.

Mas o que você quer é a segunda opção, TRANSFERIR ARQUIVOS MTP é só marcar e tudo vai funcionar certinho. O Android 6 faz a conversão formato Linux para PC e MAC e vice-versa automaticamente.

sábado, 20 de maio de 2017

Qual é o melhor desfragmentador para o Windows?

A maioria dos usuários nem sabe que precisa desfragmentar os HDs. Quase sempre que pego algum computador de amigo muito lento o primeiro susto é ver que o disco está com mais de 50% dos arquivos fragmentados.

A fragmentação é quando um arquivo é espalhado e mais de uma unidade física de alocação não contígua, a grosso modo. As vezes você pode ter um mero arquivo de vídeo de 360 MB espalhado em mais de 2.000 pedacinhos e isso dá aquelas pancadas na exibição, erros, demoras de acesso etc.

Se você nunca desfragmentou seus arquivos do sistema do Windows e programas instalados certamente estão certamente espalhados. Assim, ao executar qualquer coisa, ao invés de haver uma leitura direta no HD, a leitura terá que ser feita em um monte de pedaços diferentes e isso vai atrasar a execução. Nem fica em ordem sequencial, a cabeça de leitura pode ter que ira para frente e para trás para ler um arquivo na ordem correta. Hoje em dia, uma mesma unidade de alocação pode ter partes de diferentes arquivos.

Aliás, cá para nós, isto ocorrendo num sistema eletromecânico girando a 5.000, 7.200 ou 10.000 rpm é uma tecologia espetacular.

O Windows sempre veio com um Defrag, mas é a pior opção de todas.

Os dois discutidos abaixo possuem versões gratuitas e pagas. Em minha opinição as pagas ainda estão caras para o usuário brasileiro, mas possuem muitas funções e opções a mais e são recomendáveis.

Até poucos dias atrás, havia só um desfragmentador realmente bom e eficiente. Era o Auslogics.

https://www.auslogics.com/en/software/disk-defrag/

O Auslogics possui em seus Settings algumas funções muito desejáveis e quase ninguém sabe que existem. em minha opinião, se você for usar o Auslogics, deverá marcar as quatro primeiras caixinas. E a quarta é a mais importante de todas, pois manda o programa remover tudo o que o Winfows Update largou dentro de seu disco C: e que nunca mais será necessário para nada, por serem arquivos temporários de inslação que o Windows Update deveria remover sozinho, mas não remove.

defragler-3

Mas  hoje conheci e instalei outro, da Piriform, o Defraggler. Ele é nitidamente mais lento que o Auslogic. Mas possui uma opção que faz toda a diferença e não existia antes.

http://www.piriform.com/defraggler/download

Além da fragmentação os HDs possuem outra característica extremamente indesejável. Eles são divididos basicamente em três áreas de velocidade. Quanto menor é o diâmetro da área do HD menor é o tempo de acesso, portanto a gravação e leitura são mais velezoes. Por algum motivo estrannho a Microsoft e a Apple sempre definiram que o HD vai sendo preenchido da área mais rápida para a mais lenta. Isso significa que quanto mais cheio ele vai ficando, mais lento ele se torna. Tem gente que diz que isso é ‘hd pesado, hd muito cheio’. Abaixo, no HD que está sendo trabalhado para este artigo, o Auslogics nos mostra as três áreas: Fast disk acess (rápida) e mais embaixo a Slow (lenta). clicando nos quadradinhos você pode até saber qual arquivo está ali.

defragler 1

Essa fórmula é perversa pois a área de acesso rápido e a de acesso menos lento vão ficando cheias de arquivos velhos, que você não vê mais e até esqueceu que estão lá, enquanto a área mais lenta vai sendo preenchida com os arquivos mais recentes e os atuais.

Por exemplo, vídeos novos, edição em vídeo e áudio, arquivos temporários, vão ficando na área mais lenta, quando você prefeririram que ficassem na mais rápida. Nos HDs sólidos, os SSDs, a velocidade é mesma, onde quer que esteja o arquivo a ser lido, mas a fragmentação de arquivos ocorre da mesma forma.

O Defraggler da Piriform, faz QUASE isso. Em [SETTINGS] [OPTIONS] [DEFRAG] logo a primeira opção é um quadradinho a ser marcado informando que os arquivos gandes, por default, acima de 250 MB mas você pode mudar isto, são enviados para a área lenta do HD durante a desfragmentação completa.

defragler-2

Estou fazendo pela primeira vez e vamos ver o quando será liberado de área rápida e menos rápida. Isto pode ser a solução para aumetar a velocidade de uso dos discos para muita gente.

defragler

Acima temos um printscreen da tela do Defraggler quando eu estava passando num hd de  1 TB. Em vermelho a fragmentação. Em amarelo apenas um arquivo de vídeo espalhado pela área de média velocidade do HD e se você perceber as unidades de alocação do mapa começaram a ser preenchidas da direita para a esquerda, veja as duas em verde que estavam sendo gravadas naquele momento. Isso mostra que os arquivos grandes começaram a ser remontados no HD a partir da última unidade de alocação.

Ainda falta um programa ou gerenciador de HD que permita ao usuário escolher onde quer colocar seus arquivos. Por exemplo:

Colocar na área rápida, o Windows, e os Programas instalados.
Mover arquivo para a área lenta.

Quanto maiores os HDs e mais vídeos usamos, mais falta isto faz.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A BANALIDADE DA NOTÍCIA E A TAURUS 24/7

Não vou aqui defender a Taurus, apesar de ter sido instrutor de tiro junto com delegado Magaldi (Polícia Civil do RS) em vários cursos dados pela empresa no RJ. Também fui instrutor de tiro no exército além de mais de 15 anos no Tiro Prático, sendo fundador da FTPRJ.

Eu não assisto ao Fantástico. Ontem por acaso assisti ao final e à matéria sobre a Taurus 24/7 .40 S&W de uso exclusivo policial no Brasil. E há pontos MISERÁVEIS e BURROS ao longo da matéria e eu não sossego enquanto não falar sobre eles. Conhecendo a má intenção dos editores das grandes mídias nacionais, eu pouco duvido de que os pontos que citarei foram ditos e deixados muito claros pelos especialistas ouvidos pela produção MAS CORTADOS INTENCIONALMENTE NA EDIÇÃO.

24-7

Armas falham - Este é o primeiro ponto. Qualquer arma de fogo está sujeita à falhas. O mais comum é a introdução de desgastes e problemas estruturais pelo uso das armas e pela falta de lubrificação. Em minha vida no Tiro Prático eu pude ver tudo quanto arma, das melhores do mundo, com peças especiais de competição, às piores do mundo, quebrarem, explodirem, soltarem pedaços, darem rajadas ou não dispararem. Mas confesso que nunca vi uma arma disparar sozinha. Acontece que os vídeos e as provas periciais mostram, não que a arma dispare sozinha, mas dispara quando sujeita a um impacto forte ou a um mero sacudir. Entre armas que já explodiram na minha mão estão as pistola Browing Hi-Power 9 mm (considerada um ícone entre as niners), mas todas com mais de 60.000 disparos registrados, Colt .45, e um revolver Rossi nacional de aço inox, de 5 tiros .38 SPL. Neste caso, ao pressionar o gatilho houve o disparo da bala da vez, a rachadura do tambor e o consequente disparo simultâneo de uma segunda bala no tambor, que o destruiu em 3 partes. Consultada a Rossi, isso foi no final dos anos 1980, a pergunta que me foi feita era: "Mas é uma arma nova ou o sr. atirou muito com ela?" Eu respondi que atirei pouco, apenas uns mil disparos. E o engenheiro gritou do outro lado, para todo o Rio Grande do Sul ouvir, dizendo que eu era maluco, e que a arma não foi feita para atirar tanto. Mas no manual, não tem dados de quando a arma "expira". Este é um exemplo de falha catastrófica por uso e da indústria produzindo armas para não serem utilizadas com frequência.

Bloqueio do percussor desgastado - aparentemente todos os laudos sobre a Taurus 24/7 apontam para esta pequena peça de aço que fica de fato sob pressão constante de outra peça até o gatilho ser acionado. Aço quebra. Aço desgasta. As durezas das duas peças em contato constante podem estar calculadas erradas e o forçamento da peça maior pode estar fraturando e desgastando a peça menor que irá falhar apenas uma vez, provocando a liberação do percussor até mesmo sem qualquer ação sobre a arma. Isto pode acontecer e caracterizaria um erro de projeto, o qual a Taurus se recusa a assumir, apenas de todas as evidências.

Mesmo com o bloqueio do percussor quebrado a arma não deveria disparar - Não estou maluco! Toda a matéria de ontem do Fantástico é que está. Não é concebível nem na doutrina policial nem na militar que, principalmente os policiais estejam portando uma pistola QUE NÃO É DE DUPLA AÇÃO COM CÃO EXTERNO, QUE NÃO TEM TRAVA DE CÃO EXTERNA, alimentada, engatilhada! E isso não se falou. Não há disparo acidental se a arma não estiver com bala na câmara (ou na agulha, como algumas pessoas conhecem). Nas pistolas de dupla ação ou ação segura (como a Glock e outras) pode-se andar com bala na câmara e não haverá disparo pois o percussor esta na sua posição avante e não tencionado por uma mola aguardando liberação.

Na Glock, o primeiro disparo é sempre em dupla-ação. Ao ser liberado o gatilho durante os disparos o bloco do percussor volta à posição de repouso à frente, automaticamente. Isto é o resumo da safe-action e por isso a Glock não possui teclas externas de travas.

Na 24/7 não há trava manual para o bloco do percussor. Ele pode apenas estar armado, ou desarmado. Ao se liberar o gatilho após os disparos o bloco continua armado e a tecla lateral do desengatilhador TEM QUE SER USADA.

A conclusão óbvia, pelo menos minha é que a trava do percussor está sendo estressada pela pressão constante, 24 por dia, do bloco do percussor contra ela, quando tal peça deve ter sido projetada apenas para reter o bloco do percussor durante os disparos

A PISTOLA TEM 4 SISTEMAS DE TRAVAS

Segundo a descrição oficial da arma Taurus 24/7 ela possui 4 sistemas de travas:

Trava do percussor - interna e a que está sendo atribuída como a peça que esta falhando. Ela abaixa quando o gatilho é pressionado permitindo que o percussor vá a frente e atinja a espoleta realizando o disparo. A quebra desta trava interna também é a responsável pelo relato de rajadas que esta pistola dará. Uma pergunta óbvia: então por que não há rajadas nos disparos acidentais? A resposta é simples: uma pistola que dispare sem estar empunhada terá a força do recuo dissipada por seu próprio peso e movimento e o ferrolho não irá recuar não havendo ejeção e alimentação no novo projétil. Com a arma empunhada, haverá rajada. Este é um ponto que pode ser usado pela defesa das Vítimas da Taurus para comprovar que a arma não estava sendo empunhada no momento do disparo acidental. Em outros casos onde vemos policiais cometerem assassinatos com tiro direto contra uma pessoa alegando que foi defeito da arma, esta mesma condição pode comprovar que trata-se apenas de estratégia da defesa.

Trava do gatilho - diferente da Glock que possui um tecla física que é acionada em conjunto com o gatilho, nesta pistola o primeiro estágio o gatilho desarma a trava, ou seja, isso não taz sequer sentido e não deveria existir. A trava do gatilho server o gatilho não se movimentar no caso da arma enroscar em alguma coisa. Sempre falavam os engenheiros: imagine um galho entrando no guarda-mato e apertando o gatilho. E eu sempre respondia, que na cidade onde moro, as árvores são vivas mas não muito atuantes e os galhos não costumam entrar no meu coldre e no guarda-mato, mas que se eu fosse para a floresta encantada eu levava um machado e não um pistola...

Indicador do cartucho na câmara - como qualquer pistola moderna permite ver ou sentir com o tato se há munição na câmara pronta para o disparo.

Trava manual externa e desarmador do percussor ambidestros - que prova, para quem não quiser acreditar, que esta pistola nem é dupla ação nem safe-action. Ela apenas possui um bloco interno do conjunto do percussor retido pela trava assassina do percussor. Quando o usuário alimenta a arma colocando um cartucho na câmara, o percussor FICA ARMADO ATRÁS, tando que há um sistema mecânico para o desarmar e portar a arma alimentada e destravada EM SEGURANÇA, o que parece não ter acontecido em nenhum dos casos de disparos acidentais totalmente involuntários.

Esta alavanca tem 3 posições e deriva da concorrência norte-americana para o serviço especial OSS que foi posteriormente cancelada. Como na foto a arma esta totalmente destravada. Para cima o bloco do percussor está mecanicamente impedido de ir a frente por algo além da trava do percussor, e para baixo, o bloco do percussor é desarmado de forma segura. TEORICAMENTE é um sistema que deveria ser perfeito e utilizado de forma semelhante por praticamente todas as pistolas de dupla-ação desde que entraram no mercado, inclusive as da Taurus.

Com a trava do percussor quebrada ao destravar um Taurus 24/7 usando a tecla da trava externa, ela irá disparar.

QUEDAS NÃO PODEM DISPARAR UMA ARMA

Armas e munição caem - qualquer arma cai. Faz parte do projeto de uma arma de fogo impedir o disparo em caso de quedas. Está evidente que a Taurus 24/7 não satisfaz este requisito básico.

Não se trata de uma pistola nova. Já está em produção há 14 anos. Os primeiros modelos não tinham o desarmador do percussor e a pistola deveria ser portada com a câmara vazia. Nestes modelos, para tornar a arma segura após disparos era preciso retirar o carregador, remover o bala que estava na câmara usando o ferrolho e pressionar o gatilho para o bloco do percussor voltar à frente. Algo bizarro, inseguro, não só em minha opinião, como no universo das armas de porte. Pelas reportagens não é possível saber se algumas das armas envolvidas nos disparos acidentais são destas séries iniciais.

CONSIDERAÇÃO FINAL

Óbvio que me solidarizo com todas as vítimas de disparos acidentais (menos com aquelas que manuseiam errado o equipamento e acionam indevidamente o gatilho). Mas as questões a serem levantadas, também são muito simples e muito básicas.

1) O treinamento de policiais no Brasil está determinando andar com bala na câmara ou não?

2) Se não estiver, por que os policiais estão portando suas pistolas com bala na câmara?

3) Por que os policiais que estão portanto suas pistolas com bala na câmara deixam de usar a tecla do desengatilhador para portar as armas de forma segura, como prevê o manual e o projeto da arma? Será que não lhes é ensinado isso? Eu, pessoalmente duvido, pois no exército, uma das primeiras coisas que os soldados perguntavam quando recebiam o fuzil, é para que servem as alavanquinhas. É improvável que um policial não receba a instrução sobre as alavancas da arma: desengatilhador, liberador do ferrolho, liberador do carregador e alavanca de desmontagem. Isso ocorre nos primeiros 15 minutos da primeira aula.

4) Por que não foi emitido um memorando para todos os policiais que estão alocados com pistolas com desengatilhador para utilizarem este recurso sempre?

CURIOSIDADES

Em termos de instrução de tiro, havia um ditado em desuso dizendo que "O diabo matou a sogra com o cano da bota", ou seja, para onde o cano estiver apontado algo pode acontecer.

E também já soube de casos de disparos de munição fora da arma. Dois deles, dois quais me lembro, foram contados por instrutores de tiro da ACADEPOL (Academia de Polícia Civil do RJ) num deles, ao puxar algo de cima de um armário, havia uma caixa de munição 9 mm da CBC sobre o alto do armário e o instrutor não viu. A caixa caiu no chão e uma munição disparou. No segundo caso, houve uma queda de um carregador de metralhadora CBC também de um armário e houve o disparo de duas munições no meio do carregador. Qualquer um sabe que isso é impossível, mas aconteceu.

JGSDF_155mm_howitzer_M1(Type58_155mm_howitzer)_20070408
Howtizer (obuseiro) M1 de 155 mm

Ainda na escola de oficiais, criei um bom amigo, que pela idade já deve ter falecido. Era o sargento Bonfim, um negão forte, já lá pelos seus 4O anos de idade, quando eu tinha 19. O Bonfim era um militar diferenciado. Daqueles que ensina coisas que não estão no currículo. Macetes, outras técnicas etc. Recordo do sargento artilheiro Bonfim aqui neste artigo porque ele foi vítima de um célebre acidente de tiro, ocorrido, se não me falha a memória, na Academia das Agulhas Negras. Ele era o sargento da guarnição de um obuseiro M1 de 155 mm, durante o exercício de tiro da bateria inteira. É uma peça de artilharia enorme e na foto você pode ver a expessura do cano. É uma arma efetiva, projetada durante a Segunda Guerra Mundial, e que entrou em serviço em 1942, continuando ativa hoje em 20 países. Sua munição é enorme. Lança um projétil explosivo de 43 kg a quase 15 km de distância. No momento de um disparo com a guarnição do sargento Bonfim, o projétil explodiu dentro cano destroçando a arma. A guarnição do M1 é de 11 homens. Alguns morreram. O Bonfim, não morreu devido a capacete de aço que recebeu o impacto de um pedaço do canhão. Lembro que ele gostava de mostrar o lado de seu crânio amassado… Este é um exemplo de que merdas acontecem com as melhores armas.

E a maior curiosidade de todas: o mesmo modelo Taurus 24/7 é vendido nos EUA e não parece haver registros de disparos involuntários por lá. Mas a Taurus tem fábrica lá e não podemos saber neste momento se as pistolas vendidas nos EUA são as mesmas fabricadas no Brasil ou não.

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Tablet ICC Vision e Braview 35F16G-81280W

Tem muita coisa que entender destes produtos. A marca ICC está já fora do mercado há alguns meses mas o tablet com Windows está sendo comercializado pela Braview. As especificações do produtos nos sites de venda da B2W (Shoptime, Americanas e Submarino) estão erradas.

O que você precisa saber logo?

Memória: o código 16G no nome do modelo indica que a memória interna é de 16 GB, e não 8 GB como consta nos sites. O modelo anterior comericalizado pela ICC tinha 8 GB, mas o atual da Braview em 16. Há um slot miniSDHC e você pode espetar seus cartões por lá. Apesar de eu usar um cartão de 16 GB classe 10 da Kingston, normalmente, estava com a máquina filmadora então decidi espetar um cartão de 124 GB classe 10 da Kingston UH-II um dos mais velozes que há no mercado. E para minha satisfação, o tablet aceitou o cartão sem problemas, como você pode ver na imagem abaixo. Eu decidi rodar um vídeo full HD 60i (60 fps) que estava no cartão. O tablet não travou, mas o vídeo não foi fluido. Dava para ver com trancos. Mas aí também é exigir do equipamento algo para o qual ele não foi projetado. Então, apesa da especificação definir que o cartão máximo é de 32 GB, funcionou com 124 GB Classe 10 com exFat, nem era formatado em NTFS como deveria para usar no tablet com Windows. A memória RAM, aquela onde os programas serão executados é de 1 GB e se isso parece pouco em relação ao seu computador, fique sabendo que nos telefones e tablets funciona.

tela 6

APPs no cartão de expansão: eu uso telefone Windows e tablet Windows por dois motivos básicos. Este aqui é o segundo. Na imagem acima você pode ver que dá para definir exatamente o que você quer que fique no cartão e o que você quer na memória interna. Eu rapidamente percebi que nos primeiros usos do Tablet, você deve escolher colocar aplicativos no cartão apenas na hora de instalá-los, senão um monte de atualizações obrigatórias do Windows vão parar no cartão e não no sistema onde deveriam estar. Eu prefiro deixar apps como a do Facebook na memória. Esta cois simples do usuários definir onde quer colocar suas tralhas, não pode ser feita no Android nem no iOS. Neles é preciso usar de artimanhas que podem ferrar o sistema todo. Em ambos pode-se e deve-se definir as novas imagens e vídeos para os cartões, mas não dá para fazer isso com apps, principalmente com os jogos. No Windows Phone, sempre pode fazer isso e este foi o motivo que me levou a comprar o tablet ICC há quase dois anos atrás. Para meu desgosto o que se pode fazer com o Windows Phone 8 e 8.1 não pode ser feito com o Windows full 8 e 8.1, assim quebrei a cara. Para chegar até aí, use o item Armazenamento no menu de configurações do sistema.

tela 3

Windows 10: uma grande encrenca e reclamação de quem tinha os tablets ICC Windows 8.1 é que queriam atualizar para o Windows 10 e quem tentou, se ferrou, pois não havia drivers disponíveis de forma automática ou simples. O pior é que a M$ oferecia a atualização e o usuário imaginaria que se está sendo oferecido, e de graça, é porque seu hardware é compativel. Mas só se descobria que não era, depois da Inês atolada. O Braview vem com Windows 10 instalado e tudo funcionando perfeitamente. A interface é muito melhor para operar. Apesar do mesmo quadracore Intel de 1.33 Ghz, a impressão que eu tenho é de que o tablet ficou muito mais veloz. Quando instalei o Win 10 em computadores o efeito inicial foi o mesmo. É provável que a memória interna do Braview seja mais veloz que a do ICC de dois anos atrás, mas não tenho como medir isto. O Win 10 se comunica melhor com a Internet e redes. O wifi funcionou na finalização da instalação que você deve fazer de forma suave, como sempre deveria ser. O botão de ligar vem com um aviso colado, indicando que você deve carregar o tablet por 12 horas antes de ligar. Segure a curiosidade e siga a instrução. É muito importante para a vida da bateria que tem mais amperagem que a do ICC.

Modo Tablet: se fosse para enumerar apenas um elemento pelo qual o tablet TEM QUE SER Windows 10 e não 8.1 é o MODO TABLET. Na imagem abaixo você vê onde ele é ligado no item com o mesmo nome no menu de configurações. Também pode ser ligado por botões de atalho na barra lateral direita móvel da interface. Neste modo, tudo que reclamávamos de dificuldades de uso do 8.1 deixa de exisitr. O Windows 10 pode ser usado em modo computador ou tablet e isso faz toda a diferença para o usuário.

tela 4

No modo tablet, você terá também uma barra inferior na tela com botões e atalhos.

tela 1

DSC07115
Acima no modo computador e abaixo no modo tablet

DSC07113

DSC07114
Acima você pode ver a barra lateral direita puxada com os vários botões de atalho

O maior defeito do 35F16G-81280W

As câmeras não funcionam: tanto no ICC quanto no Braview, com Windows 8.1 e com Windows 10, nenhuma das duas câmeras funcionam. Embora eu não acredite que um cliente sequer tenha comprado estes tablets pela câmeras que seriam péssimas, caso funcionassem, com apenas 2 Mpixels a boa e 0,6 a frontal para Skype etc, isso é simplesmente algo inaceitável numa relação comercial. Muita gente que usa tablet usa Skype e nestes modelos não vai poder usar. E talvez perca o aparelho se tentar. Vou explicar.

Obviamente qualquer cliente quando ligar o tablet vai querer ver como é a imagem da câmera, mesmo sabendo que comprou com câmeras ruins e ultrapassadas. Aí, clica no app da câmera e dá de cara com uma tela preta e controles. Mexe daqui e dali e nada de imagem, continua tudo preto. Apenas, ao lado da câmera interna, o led que acendia em vermelho para a recarga está aceso em verde indicando a câmera liga. Ok, deve ter algo que estou fazendo de errado, vou sair do app de câmera. E saio. Se não tiver atenção, não perceberá o led verde aind aceso e não perceberá que a parte superior do tablet está aquecendo! É novo, talvez aqueça mesmo… Mas não aquece assim não. É o problema fatal deste modelo. Quando você percebe que está quente, tenta desligar pela tela e nada funciona. Tenta pelo botão lateral e nada funciona. A condição é: ligado, travado, led verde aceso e esquentando. Ai, ai. A coisa não está boa. O que fazer? É preciso dar um reset feito da seguinte forma, aperte e mantenha apertados os dois únicos botões laterais que o tablet tem por uns 10 ou 15 segundos ou mais. Quando o led verde apagar, você ressetou a máquina, destravou e ela vai ligar normalmente em seguida quando você usar o botão liga-desliga.

Em qualquer caso que este tablet travar, use logo o procedimento de reset pois não há outra coisa a fazer. e vai funcionar, sempre.

 

Agora algumas coisas ruins e outras boas

Suite Portable: O Braview vem com Word, Excel e Power Point portáteis. O ICC não vinha com isso. Já sabemos que a ligação HDMI do tablet com TVs e monitores funciona corretamente, desde que você tenha o cabo correto para a ligação, que não vem com o aparelho. Mas veio com o Braview aquele adaptador muito útil para você ligar uma pendrive ou leitor de cartões de tamanho normal no plug mini USB.

Não é Gorilla Glass: até hoje tem gente perguntando nos foruns se o 35F16G-81280W vem com o vidro resistente. Gente: os aparelhos que vem com vidro resistente anunciam isto abertamente como argumento de venda. Após vários tombos, um de meus cães labradores deu uma bela pancada no meu ICC que saiu voando enquanto eu estava lendo na cama e caiu da pior maneira possível: bem com o cantinho no piso duro. Taí a foto do tablet ICC quebrado para PROVAR que não é Gorilla Glass. Eu fiquei triste, liguei e… Ligou! Ufa, ia usar quebrado mesmo, mas não deu. A tela partida inviabilizou o sistema de toque na tela.

tablet-icc-quebrado

Tela de alta Resolução: é o segundo ponto que me fez optar inicialmente pelo ICC e novamente pelo Braview. É uma tela de 1280 x 800 com qualidade de imagem impecável, muito, mas muito superior mesmo às telas de 800 x 480 e umas híbridas com 1000 pixels de largura que tem por aí em modelos mais baratos, todos com Android. Estas telas de resolução menor, não severm para nada, ao meu ver. Talvez para crianças. A tela de 1280 x 600 é similar em resolução a do original do iPad Mini primeiro modelo, quando foi lançado e fez a festa dos usuários. O chipset Intel com placa de vídeo Intel fazem uma bruta diferença no funcionamento do tablet e na qualidade da imagem.

O ponto imbatível é a reprodução de vídeos: eu assisto muitos vídeos antigos no tablet e eles vem nos mais variados formatos e com os mais variados codecs. Pode ser um MP4 mais ou menos convencional, um FLV do Youtbe, um MKV (Matroska) muito utilizado, um moderno WEBm ou H265, até mesmo um AVI-DV ou AVCHD como já citei acima. E se você é usuário de Android ou iOS sabe que vai ter que converter vários de seus vídeos antes de poder assistir no tablet. E o fabricante de seu tablet não vai lhe indicar o que você deve fazer, quais são os parâmetros de conversão e que programas usar. No caso do Windows 8 a 10, basta baixar o player VLC e seu tablet vai rodar sem qualquer dificuldade todos os vídeos que você enfiar-lhe USB abaixo. Isso, também é um dos pontos que faz quem quer assistir vídeos optar por tablet Windows. Ok, existe app do VLC para Android e iOS, e até para Windows 8 e 10. Eu já testei bem, nas mesmas máquinas e não funciona como um VLC instalado funciona. Algo que deve ser difícil para a Videolan resolver impede que o app seja tão eficiente, veloz e digestivo quando o programa instalado. Sempre baixe o VLC pelo site oficial. Se você continua insistindo em usar Widows Media Player tenha a consciência de que você está ERRADO e mais de 93 milhões de pessoas usam o VLC.

 

Dissecando o ICC 35F16G-81280W

Como estava quebrado, não me importei em abrir o tablet para matar a minha curiosidade e a sua.

tablet-icc-bateria

Nessa primeira foto vemos como a bateria é fina e de dimensões enormes, ocupando mais de 2/3 da área inter por trás da telas. 3,7 volts com 4.200 mAh. Acima à direita, vemos o alto-falante e oposto a ele na esquerda o microfone que nunca usei. Pode clicar nestas fotos para abrir em tamanho maior.

tablet-icc-circuitos

Aqui na segunda, vemos a partir da esquerda o microfone, o plug do fone de ouvido, a ridícula câmera de 3 Mpixels e o conjunto dos conectores HDMI e USB. Nem dá mais para saber o que é a antena do wifi e do bluetooth. Mas pode-se notar uma montagem limpa com blindagens e dissipadores de calor internos no módulo central onde está a CPU, memórias e placa de vídeo e à esquerda, onde pela posição entre o microfone e o alto-falante, parece estar a placa de áudio. Não sou técnico em eletrônica de informática, então se estiver errado, corrijam-me.

tablet-icc-cpu

Aqui o coração do tablet. Pode clicar pois deixei em resolução full. Temos a CPU que pela marcação dela SR1UB é de fato uma Intel Atom Z3735F quadracore com 1.333 GHz, cache L2 de 2 MB com tecnologia EM64T o que significa que é uma CPU de 64 bits, mas o sistema Windows instalado é o de 32 bits. Algum motivo bom deve ter, pois com um sistema de 64 bits o tablet ia ser ainda mais veloz. Esta CPU possui o controlador gráfico integrado, ou seja CPU e placa de vídeo fazem parte de um único chip. Esta CPU pode utilizar memórias até DDR3L 1333. A coisa branca que você vê sobre a CPU é buffer térmico entre ela e o dissipador de calor.

Os quatro chips de memória com 2 GB cada um são sul coreanos, fabricados pela SK hynix, a sexta maior fabricante de semicondutores do mundo. E o modelo destas memórias é o H5TC2G63FFR 2 GB DDR3L (a letra L é para Low, baixo consumo elétrico) e a designação PBA a coloca com velocidade de 1600 e não de 1333. Uma explicação: o tablet ICC, o mais antigo, apesar de ter a designação 35F16G-81280W, veio de fato com 8 GB como era anunciado na venda.

Pela posição do grande chip do lado direito da CPU, fabricado pela Toshiba, ele é uma controladora de entrada e saída em formato e encapsulamento similar ao encontrado dos discos SSD da Kingston. A Toshiba não divulga informações sobre seus chips.

Assim, curiosamente, com um preço colocado abaixo de 600 reais, para o modelo Braview atual de 16 GB com Windows 10, não encontramos uma montagem chingling como imaginávamos, mas os componentes relevantes, fabricados pela Intel, Toshiba e Sk hynix, o que foi uma grata surpresa. Sem uma desmontagem total, que não estou a fim de fazer, não foi possível encontrar qualquer outra marca de um fabricante terceirizador.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

O que é o Naturei Karta?

O Naturei Karta é apenas um dos grupos judaicos (o mais ativo nesta questão) que se opõe ao sionismo politico. Esta oposição de alguns poucos setores hassídicos místicos é tão antiga quanto o próprio sionismo, podendo ser traçada desde as primeira décadas do século 19, quando sionistas pré-hertzilianos publicaram seus trabalhos, hoje esquecidos. Para estes setores contrários ao sionismo politico, a lógica é simples: os homens não podem criar Israel.

naturei karta 1
Natuei Karta é uma seita judaica ortodoxa mística que não aceita o sionismo político e para os quais Israel deve ser dado pelo Messias e não criado pelos homens

Para os judeus antissinistas ortodoxos, o Estado de Israel tem que dado aos homens pelo Messias e ponto final. Estes setores alegam que a criação de Israel pelos homens afasta a vinda do Messias e, portanto, Israel político deve ser destruído, para que Israel místico possa existir. E se há 50 anos atrás, o NK juntava um punhado de membros nas ruas, hoje, somam vários milhares. Ainda assim são uma pequena seita dentro do judaísmo, repudiada por toda a ortodoxia sionista.

Naturei Karta significa Guardiões da Cidade. Qual cidade? Jerusalém. O grupo inteiro vivia em Mea Shearim até os últimos meses de 1938. Na semana seguinte à 10 de novembro, quando houve a Noite dos Cristais na Alemanha, Áustria e Tchecoslováquia, a Liga das Nações ia votar a Partilha da Palestina. A demonstração de força nazista fez com que a Partilha fosse cancelada. Prevendo que a Liga iria de fato criar o Estado Judeu, o movimento NK se dividiu. Um grupo preferiu ficar em Jerusalém para o que desse e outro não admitiu ficar num futuro Israel político e se mudou para Nova Iorque.

Tivesse havido a Partilha em novembro de 1938, teríamos tido uma Segunda Guerra Mundial sem Holocausto.

Não possuindo clero central, o judaísmo permite as mais diversas interpretações, grupos e seitas. O mais lamentável em relação aos Naturei Karta é o fato deles utilizarem como propaganda a frase afimando serem “Os Verdadeiros Judeus”, determinando assim, que todos os outros são falsos, e mais além, os representantes da maldade contra Deus e contra todas as pessoas.

neturei-karta-ahmadinejad
As lideranças do Natuei Karta preferem se encontrar com líderes como Ahmadinejad e hipotecar a solidariedade deles as promessas iranianas de destruição de Israel

Os membros do Naturei Karta não admitem o conceito de Povo Judeu (Am Israel), e removem do judaísmo todos os outros judeus, o que nos dá o direito absoluto recíproco, de determinar que os membros do Naturei Karta não são judues por não compartilhares dos mesmos conceitos étnicos e culturais de todos os outros judeus.

naturei karta queima bandeira de israel
Como qualquer seita fundamentalista, as crianças do Naturei Karta aprendem a odiar Israel e os outros judeus desde que nascem. Queimar bandeiras de Israel, em Jerusalém, durante as festas de Purim, é atividade normal, correta e positiva para esta gente

São muito ativos na produção de propaganda midiática das atividades deles que terminam por ser utilizadas por todos os antissemitas e antissionistas para mostras que os verdadeiros judeus, os judeus bons são antissionistas e a favor dos inimigos de Israel.

Neturei Karta2
Os antissemitas adoram as fotos produzidas pelo Naturei Karta que afirmam ser palestinos, que os judeus não são sionistas, que os sionistas não são judeus: são racistas. Ou seja, este punhado de falsos verdeiros judeus determina que todos os outros judeus são racistas

É uma situação lamentável que deveria ser repudiada abertamente por todos os outros judeus. Mas a característica democrática judaica e do Estado de Israel é tão forte que é permitido que os Naturei Karta vivam em Jerusalém apesar deles rejeitarem a cidadania israelense, as leis do país, a justiça e até mesmo a policia de Israel.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Encontrada garrafa original da Fanta

Na Europa existe uma febre por arquelogia de campos da batalha, feitas por interessados e não-profissionais. Muitas descobertas estão no Youtube. Além de armas, partes de uniformes, equipamentos do dia-a-dia, e muita munição de todos os calibres imagináveis, foram localizados aviões derrubados ou que fizerm pouso forçado, tanques de guerra abandonados na mata por mais de 70 anos e tudo o que se possa imaginar.

fanta garrafa original 1941 escavada em leningrado
Única garrafa conhecida da Fanta original alemã de 1941, encontrada este ano em escavações no campo de batalha de Stalingrado.

E algo que ninguém imaginaria seria essa garrafinha de vidro. A primeira garrafa da Fanta fabricada pela Alemanha nazista. Nenhum colecionador possuia um exemplar. Não havia fotos dela. Apenas cartazes e anúncios de época desenhados. É curioso como a Coca-Cola limpou a Europa e Norte da África de qualquer resquício da sua ex-subsidiária alemã arianizada.

Rapidamente: quando houve o decreto de arianização de empresas alemãs, com a obrigatoriedade de serem dirigidas por membros do Partido Nazista, as empresas estrangeiras que operavam lá, foram nacionalizadas. Por exemplo: a Ford, passou a se chamar Ford Werke; a General Motors, se tornou Opel; e a Coca-Cola ficou como Coca-Cola Deutschland (Coca-Cola GmbH). A empresa se estabeleceu na Alemanha em 1929.

RsbHGRe
Soldados alemães tomando refrigerantes num bar com propaganda da Coca-Cola em meados dos anos 1930. Não dá para identificar as garrafas

Ainda assim, a Coca-Cola alemã continou a receber dos EUA, o composto X, o xarope básico para fazer o refrigerante até meados dos anos 1940. Quando a possibilidade de importação cessou, a Coca foi fabricada até o término do composto X. Para continuar produzindo, os diretores da empresa partiram para uma tentativa de criar um xarope próprio com um mix de cascas de diversas frutas. E o resultado foi a Fanta. Curiosamente havia a possibilidade industrial de até mesmo criar e produzir uma nova garrafa, se bem que muita gente não acreditava nisto, e deve continuar não acreditando.

Two-Fanta-ads-in-German-large
Até agora, estas eram os dois únicos desenhos de época em anúncios da Fanta durante a Segunda Guerra Mundial

Quanto ao nome, a versão historicamente aceita é a de que Max Keith, o presidente da empresa pediu para os diretores usarem a imaginação deles (fantasie, em alemão) e o nome Fanta surgiu quase imediatamente.

Depois da guerra a matriz norte-americana reassumiu as operações na Alemanha e desenvolveu a linha Fanta, aproveitando que era uma boa marca e estava registrada.

A garrafa mostrada neste artigo foi encontrada numa escavação de antigas posições do exército alemão na Batalha de Stalingado, na Rússia, em 1941, e curiosamente sobreviveu aos combates e estas décadas sem nenhum arranhão. Mas foi a única garrafa de Fanta encontrada.

NInguém sabe qual era o sabor da Fanta original da Segunda Guerra Mundial.

africola 1941
Uma das únicas garrafas conhecida da Afri-Cola original alemã de 1941, encontrada este ano em escavações no campo de batalha de Stalingrado.

Mas não a única garrafa encontrada! Havia uma perfeita de Afri-Cola, também, refrigerante do qual pouco se sabe e cuja marca foi inspirada no emblema do Afrika Corps. F. Blumhoffer Nachfolger GmbH, como um rival nacional à Coca-Cola. Continua no mercado até hoje. Há algumas garrafas originais de Afri-Cola em museus.

coca-cola-olimpiada-de-1936-berlin-nazi-pin
Quiosque da Coca-Cola GmbH em Berlim, durante as Olimpíadas de 1936