quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Moishe Schoichet, O Moel de Milhares

1960-moishe-soichet
Apesar de também ser um sobrenome judaico, “Schoichet” o abatedor ritual de gado, muitas vezes traduzido como “açougueiro”, não era seu nome próprio. Moishe Singer nasceu na então Palestina Turca, em Sfat (Safed) no final do século 19 e foi para Belo Horizonte em 1915. Além de fazer abate ritual kosher, Moishe abateu, o que se calcula em 25.000 prepúcios de meninos judeus brasileiros na cerimônia da circuncisão, aos oito dias de vida. O meu, é obra dele. Ainda bem que usou a faca de moel e não de shoichet.


No Rio de Janeiro residia em casa vizinha de parede da Bené Herzl à rua Conselheiro Josino, portanto, também há menos de 40 metros do Grande Templo Israelita da rua Tenente Possolo. Foi um dos fundadores da Chevra Kadisha em 1924 e do Cemitério Israelita de Vila Rozali. Seu neto, Paulo Chor, foi presidente da mesma instituição entre 2008 e 2014.

© José Roitberg 2013
Todos os direitos reservados

Nenhum comentário: