segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Samsung NX1000–Algumas coisas que vc precisa saber

É uma máquina fotográfica espetacular e eu a recomendo por ser a mais barata com sensor APS-C que faz toda a diferença em termos de nitidez e tamanho dos detalhes. Você verá em algumas fotos neste post.

Foi um sucesso desde o lançamento, mas nos EUA já está no modelo NX300 (enquanto este é na realidade o NX100 e não 1000). Nos EUA é preciso ter atenção pois várias lojas vendem a câmera numa embalagem sem o flash e sem o carregador de bateria, o que é algo inadmissível. Apesar de não constar nas infos técnicas dos sites de venda no Brasil, nosso kit vem com flash e com carregador de bateria. A câmera não carrega pela USB.




Não é uma máquina pequena que possa ser levada no bolso, ou num canto da bolsa. Ela precisa de um estojo de proteção e lamentavelmente não há nenhum a venda no Brasil. Nos EUA há vários na faixa dos 25 dólares. Também não são oferecidas baterias extras no Brasil e isso é algo sem sentido algum. Os sites de vendas tinham a obrigação de oferecer as baterias. Nos EUA há kits de duas baterias com 20% a mais de carga que a da Samsung por 24 dólares o que é um valor ridículo e vc deve tentar comprar, pois a durabilidade da bateria da NX1000 é pequena, principalmente no modo SMART onde a lente fica tentando focar o tempo todo.




Por outro lado, o flash tem carga muito veloz e não é necessário esperar para tirar fotos em sequência. Aliás, o flash tem função SMART também e é um flash de “completamento” lançando apenas a luz necessária para iluminar. Possui 7 modos diferentes e é bom ler o manual para tirar o melhor proveito. A sapata do flash pode receber vários equipamentos (nenhum oferecido no Brasil) como um visor ocular e um GPS. O GPS deve ter dado problemas pois sumiu do mercado americano. Nesta foto de divulgação antiga, uma das únicas que achei dava para ver que ele era enorme e desajeitado



 

QUAIS SÃO SEUS MAIORES PROBLEMAS?


1) Ela é uma câmera com sistema operacional próprio. Os modelos produzidos após a NX1000 tem Android 4.1, e o sistema não é 100%. No meu caso, constantemente a compensação de abertura, no modo Manual, quando chega em -3, fica presa e não volta. É preciso resetar o sistema lá nas configurações.

No software que acompanha a máquina há como atualizar o firmware, muitas faqs dizem que tem que fazer, mas eu ainda não fiz.

2) Outro bug é o da orientação automática de tela. Para exibir corretamente as imagens verticais, é preciso DESLIGAR a opção nas configurações, e não, ligar.

3) Apesar de todo o "smart" do sistema, a opção escolhida pela Samsung para abertura do diafragma é a pior possível. No modo Smart ou nos outros (menos no A), a câmera sempre opta pela quase maior abertura, ou seja 5 ou 5,6 (a maior é 4) oferecendo pouca profundidade de campo que pode ser muito desejável em retratos, mas pouco desejável nas outras situações. A lente começa a ter boa profundidade de campo, a partir de 7,1 e pode ir até incrível f 22, para uma máquina deste tamanho. Mas não é tão simples. Como qualquer zoom, a abertura varia. Então, ao optar por 20 mm, você tem uma abertura 3,5 levando a marca de 5,6 para uma posição confortável. Mas ao especificar 50 mm, o que você irá usar para os retratos, a abertura mínima é de 5,6 - o que pode ficar na risca entre foco e não foco. Só dá para tentar controlar mesmo a profundidade de campo no modo A (Prioridade de Abertura) e é bom vc fazer alguns testes para entender como funciona tecnicamente e quais resultados você pode conseguir.


Em todos os modos, ao pressionar o botão Fn na traseira, abrem-se todas as regulagens possíveis para aquele modo. Aprenda a utilizar.

4) Outro ponto complicado é que no modo Smart Auto os arquivos RAW não estão disponíveis. E na maioria das vezes vc não quer fotografar tudo em RAW, mas apenas algumas tomadas. Assim entre no Menu Personalizado 2 / Mapeamento de Chaves (na verdade botões) e escolha RAW com um toque, para o botão da "lixeira". Assim nos modos programados, basta vc clicar na lixeira e a próxima foto será em RAW+JPEG.


ATUALIZAÇÕES DE SOFTWARE


O firmware de minha máquina adquirida em outubro/2013 é o 1.12 e das lentes é o 1.0 - Em 2 de abril já saiu o 1.15 que muda muita coisa. No 1.14 todo o sistema de conexão wifi eu digo mais abaixo que não funciona foi substituído. Há um manual novo em pdf também acompanhando as mudanças.


Link da Samsung na Inglaterra para as atualizações http://www.samsung.com/uk/support/model/EV-NX1000BABGB

 

LENTE SEM ESTABILIZADOR MECÂNICO


A lente que vem com o modelo brasileiro não tem estabilizador mecânico de imagem, mas ainda não senti a falta. Atualmente há uns 12 modelos de lentes para a linha NX inteira (nenhuma oferecida no Brasil). A lente 20-50 mm é baioneta e as definições da Samsung para a equivalência com câmeras antigas me parece incorreta: 26-105 mm. A grande angular, no caso “20” é bem mais aberta que 26 mm, estando provavelmente abaixo dos 24 mm, como vc pode ver nesta foto, onde o prédio inteiro de 9 andares, com folga foi clicado há uns 20 metros de distância apenas. É uma lente ÓTIMA.



A lente possui um anel de foco multifunção. Não só foca a imagem mas também, em conjunto com o botão na lateral da lente, troca rapidamente ISO, velocidade, abertura, compensação de exposição e outros, em frações não encontradas em outras câmeras, permitindo um ajuste personalizado perfeito para o que se quiser fazer. Dependendo do modo de operação e do modo de cena escolhido, são abertos os grupos de funções. Pode parecer complicado mas usando vc se adequa. No fim das contas é um treco estranho pois ao girar o anel de foco, por vezes se percorre as regulagens em uma ou outra direção girando para o mesmo lado. Não é um sistema que permita uma regulagem rápida e precisa.





A câmera foi feita para brilhar em situações de pouca luz, mas as fotos de pessoas com flash e identificador de face são espetaculares, com faces em foco e fundo desfocado, cortesia de algum sistema Smart.





ARQUIVOS RAW EM FORMATO PROPRIETÁRIO


A NX1000 tem um sensor APS-C de 20.3 megapixels gerando imagens em jpg high (equivalente à qualidade 12 do Photoshop) com pouco mais de 4 MB por foto. Mas também pode gravar em RAW (formato SRW), e cada arquivo descomprimido terá 40 MB. Portanto, se for usar RAW, e explorar toda a capacidade de detalhes deste sensor espetacular, arrume cartões de 64 GB classe 10, no mínimo, pois há muitos dados a serem escritos. 22 fotos em RAW já ocupam 1 GB. Vc pode regular se é só JPG, só RAW ou uma combinação de RAW com jpg (inclusive apenas rascunho de baixa resolução) que é o que todo mundo que usa RAW faz.

Em relação aos cartões classe 10 de alta capacidade, tenho notado que eles são mais lentos ao serem inseridos em computadores, pois parece que a leitura de uma tabela de alocação de arquivos é mais demorada. Em alguns testes, sem precisão alguma, cartões de 4 GB ficam disponíveis mais rapidamente, cartões de 16 GB são mais lentos e os de 64 GB são muito lentos: no computador, não na máquina. A porta USB da NX1000 não tem velocidade 2.0, o que faz se perder um bom tempo passando 4 GB de arquivos RAW (100 fotos). Ao usar um leitor USB externo 2.0 esse problema se reduz.

Os arquivos RAW são no sistema SRW que não são lidos pelo Adobe Câmera RAW, mas são utilizados por vários fabricantes. Felizmente, no site da Adobe existe uma atualização rápida que passa aceitar o SRW e outros formatos também. O software que vem com a câmera é EXCELENTE e se você não usa Photoshop, passe a usar o software da Samsung. Uma de suas características mais curiosas é poder aplicar, no computador, qualquer regulagem da câmera posteriormente a foto tirada. É algo impressionante e olha que eu uso Photoshop desde de a versão 1.


São muitos modos manuais e poucos modos de cena, comparados a máquinas bem inferiores. Um modo de cena que faz falta é o modo “museu”, onde a máquina tira algumas fotos quando vc clica com pouca luz a as combina para ter a melhor imagem possível. Mas há 3 memórias de modos de cena vazias onde vc pode preparar os seus modos particulares, tendo todas as regulagens da câmera à disposição. Mas vai precisar cair dentro do manual para usar direito.

Se quiser, largue no modo Smart e deixe a câmera decidir por vc. Dificilmente perderá uma foto.


USE SEMPRE A MENOR ISO POSSÍVEL


Sempre que falo sobre câmeras digitais, lembro a quem me lê que vc sempre deve selecionar o menor número de ISO possível para uma foto, pois quanto maior for, pior será a qualidade e nitidez da imagem. Tente trabalhar sempre com ISO 100 e no máximo 200 par a luz do dia e 400 para interiores. Esqueça aqueles ISO de 800 a 3.200 (use apenas em situações com pouquíssima luz). Em várias regulagens esta câmera não lhe dá ISO menor que 200.


FOTOS PANORÂMICAS


É a melhor que já utilizei. Apenas pressione o disparador e mova a câmera na direção desejada até "encher" o indicador. Funciona em qualquer direção.



FILMANDO


Tem opção full hd, mas não é lá grande coisa não. Para filmar só tem duas opções de foco: manual ou automático constante. Em externas à luz do sol você não consegue ver a imagem no visor para fazer um foco manual correto, mesmo com o auxiliar de foco. Nas mesmas situações o foco automático varia muito, pois ele foca nas regiões mais claras da imagem e é lento. Assim se você está filmando na rua e passa um ônibus branco, o foco sai do que vc está filmando, vai para o ônibus e depois volta, perdendo-se a filmagem. Portanto, foco automático para coisas dentro de casa, locais onde o movimento é controlado. Na rua, simplesmente não funciona.

WIFI? SERÁ QUE É MESMO?


A Smart teoricamente se conecta com a rede WiFi e tem aplicativos internos para publicar no Facebook, Youtube, Instagram e Flickr. Se você acha que vai funcionar tranquilamente como um smartphone Samsung, esqueça e não conte com isso. Antes de eu comprar a câmera já havia lido que há muitos problemas, mas eu não me importava. Eu nunca tentei conectar a NX1000 numa rede wifi aberta até hoje, mas nas fechadas, simplesmente a coisa não funciona. Ao contrário dos telefone que identificam as redes em segundos e se metem sozinhos nelas, pedindo apenas login e senha, a câmera usa outra lógica (burra) e exige também o “pin” da rede, um terceiro parâmetro. E eu sei lá qual é o pin das redes que uso… Mais nenhum outro equipamento precisa dele, do pin. Assim, nunca consegui conectar a câmera numa rede wifi, mesmo que ela identifique as redes corretamente. O PIN é encontrado entrando na interface de gerenciamento do roteador pelo computador, ou seja, vc não vai encontrar, principalmente se não estiver na sua casa, quando o sistema da máquina seria o mais útil. 

Teoricamente enviaria para o Facebook, por email, para o Skydrive. Oferece também a possibilidade de ver a imagem em smart tv por wifi e usar tvs e telefones como visor remoto da câmera, mas eu não sei se faz isso de fato.

Ela possui até um botão para entrar direto no modo "link" onde máquina e celular Samsung estariam conectados. Não consegui usar.

Como a lente é manual, vc pode alterar os planos durante a filmagem sem maiores dificuldades e as imagens full hd são perfeitas. Há um botão de acionamento imediato da gravação então não precisa entrar em “modo vídeo”. Isso é algo perfeito.

SEM OCULAR É COMPLICADO NO SOL

Como qualquer câmera sem ocular, tirar fotos sob sol forte ou filmar sob estas condições de luz é complicado. Geralmente há boa regulagem de luminosidade da tela, mas neste caso a regulagem é apenas de 2 pontos para lá e para cá e mesmo no máximo, não resolve a questão. Assim, fica muito complicado usar o foco manual debaixo do sol.


PARA TIRAR FOTOS, SE VC TIVER TEMPO


Mas não é uma câmera rápida para entrar em funcionamento, pois é preciso tirar do estojo de proteção, tirar a tampa da lente e colocar em local seguro, destravar a lente e ligar a câmera. Para quem precisa sacar uma câmera e tirar uma foto rapidamente, não é uma boa solução, mas praticamente nenhuma câmera mirrorless é diferente disto e as câmeras grandes profissionais também não. Não é uma câmera que eu largaria numa bolsa sem estojo.


Se você é uma pessoa que não lê manuais e não quer ler um manual bem grosso, essa câmera não é para vc.

Se você quer uma câmera de dimensões reduzidas capaz de uma precisão e nitidez incríveis, esta câmera é para vc, ainda mais se tiver a possibilidade de comprar lentes fora do Brasil pois há desde teles de 500 mm a olhos-de-peixe, zooms de uso geral e lentes grande angulares estreitas de altíssima luminosidade, com abertura de 1.4. Infelizmente, no Brasil ficamos a fotografar navios bem de longe, sem termos acesso a qualquer zoom.

No álbum https://www.flickr.com/photos/roitberg/sets/72157644056582123 você encontra várias fotos de temas diferentes tiradas com a NX1000, em resolução total para vc avaliar o CCD e a qualidade de imagem.



5 comentários:

Fred Amaro disse...

Comprei uma câmera deste modelo.
Indicas algum site no exterior que tenha os acessórios citados?

Jose Roitberg disse...

Caramba! Todas as outras fotos da postagem sumiram... Vou refazer. Mas respondendo. Não! Se você for aos EUA ou tiver alguém para entregar encomendas lá, vá no BHPHOTO de Nova Iorque que tem tudo. Mas não dá para usar o sistema deles de enviar oficialmente para o Brasil. O sistema não entende corretamente as alíquotas de importação brasileiras e te dá um preço de fechamento de compra com "impostos e taxas incluídas", irreal, creio que para desestimular a compra. Por exemplo, que queria um kit de filtros para esta máquina e vi lá, 40 dólares. Imaginei que na pior das hipóteses ia me custar uns 100 dólares aqui, mas a cotação foi de 700 reais... Por quatro filtros 40,5 mm. Imagine uma lente de 300 dólares >:<

Roberto disse...

Tenho uma NX 1000 desde julho de 2013. Fui fazer a atualização do firmware para a versão 1.15 e a mámquina pifou, fica com o led verde aceso e não responde a mais nada a tela fica escura sem resposta alguma. O que fazer???

Jose Roitberg disse...

Roberto, em setembro de 2014 a minha pifou também e eu acabei meio desgostoso e não atualizei este post. O firmware estava atualizado, funcionou bem e muito durante alguns meses, depois o seletor de modo (o de cima), pifou: os modos trocavam sozinhos, o indicador apontava um modo e a câmera selecionava outro. Depois de um certo stress, até porque já estava em cima do Black Friday tive um atrito sério com o atendimento online terceirizado da Samsung que não sabe nem fazer nada, nem explicar nada. Então levei a câmera na assistência técnica autorizada e ela recebu o laudo de "não há conserto possível". Entendi que praticamente nenhuma destas câmeras modernas está sendo consertada de marca alguma. Então a assistência técnica, sem stress nenhum para mim, pediu o ressarcimento (já que a máquina saiu de linha) e uns 40 dias depois já depositavam na minha conta o valor que paquei na nota acrescido de um fator de correção interno da Samsung e não tenho nada a reclamar da conta deles. Note que percebi que sites e lojas diferentes dão e deram garantias diferentes para mesmos equipamentos. No caso da Samsung, o Shoptime dava 3 anos de garantia de fábrica, enquanto o Magazinne Luiza dava um ano (onde comprei) e a Samsung honrou os 3 anos, dentro da maior e melhor cordialidade como deveria ser num país civilizado. No seu caso, tente deixar a máquina um dia sem bateria e veja se ela pelo menos liga depois disso e vc consegue retornar à configuração de fábrica. Mudei para a Sony Alpha 3000 que tem lente estabilizada e uma tela de fato muito ruim. Por isso que é barata, mas o sensor é o APS-C de 20 megapixels com Raw.

Anônimo disse...

Comprei uma NX1000 em um destes sites de vendas de produtos usados, paguei nada mais que $100(cem Reais), porém a câmera veio "pelada" sem qualquer acessório, nem bateria, só com a lente, a pessoa que me vendeu garantiu estar funcionando, até devolveria o valor caso não estivesse. Diante de tantos problemas que eu vi que esta câmera dá, vale a pena comprar os acessórios?, gosto de qualidade na imagem, mas uso câmera raramente, gosto daquelas simples de apontar e dispara e pronto, sem se preocupar com os ajustes.
Pesquisando na internet, eu gastaria no mínimo uns $300 com os acessórios, todos genéricos.